Polícia

Homens são mortos e adolescentes agredidos em 'sessão de tortura' no Taboão

Escrito por Pesquisa Web em 16 de Maio de 2019
[Homens são mortos e adolescentes agredidos em 'sessão de tortura' no Taboão]

Buraco de acesso a imóvel onde ocorreram as torturas na Ladeira do Taboão, no bairro do Comércio (Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Dois homens ainda não identificados foram mortos e três adolescentes torturados na noite de quarta-feira (15), em um casarão na Ladeira do Taboão, no bairro do Comércio. A polícia chegou ao local após populares denunciarem que o prédio estava sendo utilizado por membros de facções para cometerem atos de torturas contra integrantes de gangues rivais.

A versão da Polícia Militar é de que ao chegarem ao local, PMs da 16ª Companhia Independente (CIPM/Comércio) foram recebidos a tiros. Em nota, a corporação informa que um homem envolvido nas agressões foi preso e conduzido para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) - os comparsas, não foi informado quantos, conseguiram fugir.

No local, os policiais teriam ouvido discussões entre os suspeitos e logo após identificaram dois homens caídos no chão. As vítimas ainda foram socorridas ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas já chegaram mortos. Segundo registro policial na unidade hospitalar, uma das vítimas apresentava perfuração por faca e a outra, ferimento de arma de fogo na região do peito.  

Foram encontrados dois adolescentes amarrados que, segundo depoimento deles, foram torturados e seriam mortos por outros integrantes da facção rival. No local foi encontrado uma faca que possivelmente tenha sido utilizada no crime. 

Após a ação, outro adolescente, que estava prédio, foi encontrado ferido por uma pedra na cabeça, e deu entrada no HGE logo depois.

Segundo informações da polícia, os mortos aparentam ter entre 27 e 28 anos. Eles ainda foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas já chegaram a unidade de saúde sem vida. 

A equipe isolou a área e acionou o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) para remoção e realização de perícia. Na manhã desta quinta-feira (16), a PM prendeu mais um dos acusados pelo crime. A Polícia Civil investigará o crime. Informações do Jornal Correio*

Compartilhe!