Salvador

Carnaval de Salvador terá três Reis Momos este ano

Escrito por Pesquisa Web em 09 de Janeiro de 2019
[Carnaval de Salvador terá três Reis Momos este ano]

Professor de História e Dança André Luís Almeida, o Dallas, foi eleito no ano passado (Foto: Betto Jr./Arquivo CORREIO)

Quem vê a figura do Rei Momo em fotos ou até de passagem no carnaval sequer imagina que o nome vem diretamente da Grécia. Na mitologia grega, Momo era ninguém menos que o deus do sarcasmo e do delírio. O look, desde aquela época, é aquele que todo o mundo conhece: o gorro com guizos, máscara, cetro e vez ou outra também carregava uma boneca. Em bom baianês, Momo vivia sacaneando os outros deuses do Olimpo. Que bicho perturbado, véi!

Quem contou tudo isso foi o coordenador do concurso Rei Momo Salvador, Reginaldo Santos, durante coletiva que aconteceu na tarde desta quarta-feira (9) para anunciar as novidades do Rei Momo em 2019. A ideia da Federação das Entidades Carnavalescas e Culturais da Bahia neste ano é fazer um concurso mais organizado e evitar lambanças como aquelas que aconteceram em 2018, quando o concurso ficou marcado por confusão.

Entre as grandes novidades da vez, está o fato de que não apenas um, mas três Reis Momos serão eleitos para o carnaval deste ano. Um será o grande Rei e os outros dois servirão como suplentes. Segundo Reginaldo Santos, essa decisão de fazer uma espécie de “Corte Momesca” nasceu como uma medida preventiva. Por conta do alto ritmo no carnaval, não são raras as vezes que o eleito Rei Momo se sinta mal ou simplesmente não aguente todo o ritmo da folia. Pensando em resolver esse problema que nasceu a corte.

“Caso a gente passe por esse tipo de situação teremos outros dois suplentes devidamente eleitos que podem ser nomeados provisoriamente até que o Rei Momo esteja em condições”, explica o coordenador.

As inscrições para o concurso abrem no próximo dia 15 e seguem até 20 de janeiro. Ele vai funcionar em duas etapas: uma primeira seletiva, onde todos os inscritos passarão por um desfile e passam por avaliação da comissão julgadora que faz uma espécie de filtro. Os melhores dessa etapa passam para a final, que acontece no dia 16 de fevereiro. Todos os desfiles acontecem no Clube Fantoches, localizado no bairro 2 de Julho.

Social
Presidente do Conselho Municipal do Carnaval, Pedro Costa foi um dos presentes no evento desta quarta-feira. O gestor aponta que há uma necessidade de integrar o Rei Momo ao calendário da cidade: é preciso que as pessoas conheçam a majestade e entendam que a função desse personagem pode e deve ter inclusive impactos sociais.

Coordenador do concurso Rei Momo Salvador, Reginaldo Santos (Foto Vinícius Nascimento/CORREIO)

Por conta disso, no ato da inscrição todos os candidatos receberão uma série de metas que vão influenciar em sua avaliação pela comissão julgadora.

“Nas seletivas, eles vão precisar doar sangue e incentivar a doação, por exemplo. Se um candidato consegue dez pessoas para doar junto a ele, a pontuação sobe bastante”, explicou Reginaldo Santos.

Além da doação de sangue, os candidatos serão estimulados a arrecadar alimentos e produtos de higiene que serão doados a instituições de caridade em Salvador.

A programação do Rei Momo e sua corte durante o carnaval ainda não foi definida. Segundo o coordenador do concurso, isso se deve ao fato de que ainda não foi divulgada a programação da festa em 2019. O que se sabe é que o Rei Momo estará presente em todos os eventos oficiais como a abertura e entrega da chave da cidade, por exemplo.

Para além disso, Reginaldo Santos aponta que também está em contato com diretores de bloco e donos de camarotes para garantir a presença da majestade carnavalesca. Fonte: Jornal Correio*

Compartilhe!