Salvador

Documentos perdidos no Festival Virada podem ser recuperados até dia 11

Escrito por Pesquisa Web em 03 de Janeiro de 2019
[Documentos perdidos no Festival Virada podem ser recuperados até dia 11]

Os cinco dias de Festival Virada Salvador 2019, com shows na Arena Daniela Mercury, no bairro da Boca do Rio, além de muita alegria e animação, renderam a algumas pessoas uma dorzinha de cabeça. Foram, ao todo, 1.253 documentos e pertences perdidos no local da festa.

No entanto, os distraídos de plantão não precisam se preocupar, porque tudo o que foi recuperado no evento vai ser devolvido aos donos. Basta ir à sede da Guarda Civil Municipal (GCM), na Avenida San Martin, ao lado do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, até o dia 11 de janeiro, entre 8h e 17h, para recuperar o que foi perdido.

De acordo com o inspetor da GCM, Alisson Carvalho, é importante que as pessoas fiquem atentas a alguns detalhes. “Existe uma lista no site da Guarda Municipal com os nomes de todas as pessoas que tiveram os pertences localizados. Então, antes de irem procurar os documentos, é fundamental ter a certeza de que eles foram encontrados e estão disponíveis para retirada”, explicou.

Ainda segundo o inspetor, todos os documentos recebidos pela GCM foram limpos e catalogados de acordo com a inicial de cada pessoa, o que facilita a localização no momento da retirada. “Para recuperar o pertence, é necessário apresentar um boletim de ocorrência que confirme a perda ou o furto, ou, então, qualquer outro documento de identificação com foto. Caso a pessoa não possa ir buscar, é possível que um responsável faça a retirada”.

Foi o caso da dona de casa Naiara de Jesus, que se dirigiu à sede da Guarda Civil Municipal nesta quinta-feira (3) para recuperar a carteira de trabalho do filho Yuri de Jesus Santos, 16 anos, perdida no último domingo (30). “Ele viu o nome dele no site e me pediu para recuperar o documento. Bastou apresentar a cópia do RG dele para pegar tudo direitinho”, contou.

Quem também aproveitou a hora do almoço para tentar localizar a carteira perdida no domingo foi o técnico de segurança do trabalho Pablo Tauí, 27 anos. “Eu estava com minha noiva, quando uma confusão começou. Afastei ela, mas no meio da muvuca, acabei perdendo toda a carteira, com tudo dentro”, disse.

Mas, Pablo não teve tanta sorte. A carteira dele não estava entre os documentos encontrados e levados à sede da Guarda Municipal. “Eu não vi meu nome no site, mas decidi tentar de qualquer forma, porque acreditei que eles fossem receber outras remessas de pertences e documentos”, explicou.

O atendente Matheus Fernandes, 19 anos, foi até a Avenida San Martin e conseguiu recuperar tudo o que foi perdido durante do Festival Virada Salvador. Ele, que perdeu a carteira de identidade, o cartão de crédito e a passagem de estudante no dia da virada, saiu aliviado nesta quinta-feira.

“A lição que fica é evitar ao máximo levar documentos originais, carteira e outras coisas de maior valor ou que vão dar uma dor de cabeça em caso de perda. A partir de agora, nas próximas festas, eu vou sair com a cópia autenticada do RG”, disse o jovem.

E é exatamente essa a dica que o inspetor da GCM, Alisson Carvalho, dá à população: quanto menos coisa levar, menos dor de cabeça se tem. “Tem gente que sai e leva a carteira com absolutamente tudo, RG, CPF, cartões de banco, outros documentos, tem até quem leve carteira de trabalho, como foi o caso do jovem que a mãe veio buscar”, ressaltou.

Para Alisson Carvalho, é preciso pensar na segurança. “Um documento, quando é perdido, pode trazer sérias dores de cabeça à pessoa. É importante fazer um boletim de ocorrência em qualquer situação, seja caso de perda, furto, roubo, qualquer coisa”, explicou.

Dos 1,253 documentos recolhidos, até esta quinta-feira (3) já tinham sido devolvidos cerca de 300. A Guarda Civil Municipal contou com a ajuda das polícias Militar e Civil, além do próprio público do Festival, para recolher os pertences encontrados na Arena Daniela Mercury. Fonte: Correio*

Compartilhe!