Geral

Prepare-se: julho será o mês mais intenso de 2019 até agora graças a 3 fenômenos

Escrito por Pesquisa Web em 13 de Junho de 2019
[Prepare-se: julho será o mês mais intenso de 2019 até agora graças a 3 fenômenos]

Se sentir julho de 2019 um mês um tanto intenso, cheio de emoções e acontecimentos, não estranhe. De fato, o mês não será calmo, do ponto de vista astrológico. É que uma sequência de três fenômenos promete agitar as semanas.

Segundo a astróloga Virginia Gaia, julho reserva dois eclipses (um solar e outro lunar) e, entre eles, um Mercúrio retrógrado. "Tivemos eclipses em janeiro, mas essa combinação específica de eclipses e Mercúrio retrógrado só tem em julho mesmo. Se trata de um mês intenso, ainda mais em termos de revisão de temas do passado que voltam. Isso realmente fica bem forte."

Como os fenômenos devem nos impactar? O especialista explicou tudo:

Julho de 2019: fenômenos astrológico do mês

Ciclo de Saros

Julho começa logo com o chamado Ciclo de Saros. Esse é o nome utilizado na astrologia quando eclipses acontecem em pares.

No dia 2, o céu será cenário para um eclipse solar, com Sol e Lua em Câncer, e no dia 16, um lunar, com Sol em Câncer e Lua em Capricórnio. Cada um dos fenômenos traz impactos especiais:

Eclipse solar de 2 de julho

O eclipse solar em Câncer do dia 2 de julho mexe essencialmente com os sentimentos. Pelo fato de Sol e Lua estarem no signo do caranguejo, a estrutura emocional de todos deve ser abalada no intuito de que possamos aprender a lidar com desafios da vida.

Além disso, o fato de se tratar de um eclipse solar implica que, do ponto de vista astrológico, temas do passado tendem a voltar para a vida de todos.

“O que precisamos deixar, emocionalmente falando, para construir a longo prazo de uma maneira mais efetiva? Isso vale tanto para a carreira e vida amorosa quanto para outras áreas da vida”, diz Virginia.

Na vida amorosa, o eclipse solar em Câncer pede reavaliação sobre os vínculos estabelecidos até então.

Já na vida profissional, a astróloga levanta o fato de o momento ser favorável para apostas na carreira – porém, com cuidados para não se deixar levar pelas emoções.

Eclipse lunar de 16 de julho

O eclipse de 2 de julho conversa com o do dia 16. Se no fenômeno da primeira semana do mês o papo é com o passado, o da terceira é com o futuro.

“O eclipse solar é a ideia do passado aparecendo para ser ressignificado, a memória, as emoções em turbilhão. Isso chega ao ápice, no dia 16, com a Lua em Capricórnio. Essa Lua fala para olharmos para o futuro.”

Segundo Virginia, a Lua em Capricórnio estará em exílio, o que para a astrologia significa que ela tem pouco a manifestar das características capricornianas.

Ainda assim, a vontade por mudança estará intensa e também a necessidade de se fazer análises com um olhar mais frio.

Para Virginia, é interessante que todos observem a sequência dos eclipses e seus impactos, especialmente como os efeitos dos fenômenos conversam entre si.

“As duas luas conversam no Ciclo de Saros. O eclipse do 2 nos faz voltar para o passado, enquanto o do dia 16 nos projeta para o futuro. No eclipse do dia 16, é hora de tomar mais consciência, até de mudar padrões emocionais nossos para lidar com pressões externas, perceber que precisamos amadurecer", diz Virginia.

Mercúrio retrógrado em 7 de julho

Entre os dois eclipse de julho de 2019, ainda teremos um Mercúrio retrógrado em Leão e Câncer. Sim, de 7 de julho a 1º de agosto, o planeta entra em retrogradação.

De acordo com a explicação de Virginia, pelo fato de Mercúrio estar em Leão em um primeiro momento e depois em Câncer, o fenômeno ajudará a rever tanto a maneira de nos expressamos quanto as mágoas que carregamos e sentimentos que não ficaram bem resolvidos.

“Isso porque Mercúrio sai de Leão que fala do ego, da imagem nossa, e volta para Câncer, que fala do nosso íntimo, dos nossos sentimentos, memória afetiva”, explica a astróloga.

As emoções também devem ficar à flor da pele no período em que Mercúrio estiver retrógrado, especialmente pela confluência do fenômeno com os dois eclipses do mês.

“É uma retrogradação que, somada ao ciclo de eclipses solar e lunar de julho, faz muita gente trazer para a consciência coisas que não ficaram bem resolvidas no passado. Mercúrio retrogrado sempre pede para tomar cuidado com a comunicação, que nesse período pode ficar mais emotiva do que habitual”, diz Virginia. Fonte: VIX*

Compartilhe!