Artigo

Conjuntura política de Camaçari para as eleições 2020. Quem está na frente para prefeito?

Escrito por Julio Ribeiro em 21 de Abril de 2019
[Conjuntura política de Camaçari para as eleições 2020. Quem está na frente para prefeito?]

Um amigo me pediu uma opinião sobre o quadro político de Camaçari, talvez o que ele solicitou seja o que se chama de conjuntura eleitoral.
Bom, em pouco mais de um ano provavelmente já saberemos quem será o próximo prefeito de Camaçari. 
*****
Ficou comprovado nas eleições de outubro passado que a pré-campanha é fundamental. Dificilmente um candidato lançado de ultima hora consegue crescer ao ponto de vencer, nossos exemplos mais contundentes são Zé Ronaldo na Bahia e Haddad para presidente. Os dois foram lançados de ultima hora. Zé perdeu feio para Rui Costa na Bahia e Haddad perdeu para Bolsonaro.

Ainda no exemplo anterior é importante salientar que Rui Costa e Bolsonaro eram pré-candidatos ao cargo já de longa data. Não deixaram duvidas sobre suas pretensões e venceram as eleições com certa folga.
********
Em Camaçari o vice-prefeito Tude já lançou publicamente a pré-campanha de Elinaldo a mais um mandato de prefeito, e deixou claro para todo mundo, que Tude não é pré-candidato a prefeito, o pré-candidato é Elinaldo. Iniciativa que coloca Elinaldo na dianteira do processo de 2020. (Largou na frente).
******
Outro nome que já foi sacramentado como pré-candidato a prefeito, e por ter se antecipado deve crescer até o ano que vem é Pedrinho de Pedrão do Avante, com o incentivo, apoio e preferência do Pastor Sargento Isidoro, o deputado federal da Bahia mais votado da atualidade que teve mais de 20 mil votos em Camaçari.
*****
Fabio Lima político querido e inteligente de Arembepe começa pontuar, com apoio de seu partido o PP e do deputado Estadual Niltinho e do vice-governador João leão, ele é a melhor novidade até aqui entre os pré-candidatos a prefeito de Camaçari já declarado.
******
Pelo lado do Partido dos Trabalhadores a decisão se arrasta para definir um pré-candidato “oficial”. Caetano apresenta sua atual esposa Ivoneide, mas pleiteiam o direito de estar na disputa pelo partido os vereadores Teo Ribeiro, Marcelino e Jacson Josué.
***************

Outros partidos poderão lançar nomes, mas até o momento desconhecidos do grande eleitorado. Fiquei sabendo que o ex-prefeito Ademar Delgado pode ser uma surpresa na disputa.
*******************
Vice-prefeito

Quem poderá ser indicado vice na pré-chapa de Elinaldo? Tude filiou-se ao Democratas e praticamente abre mão da disputa, pois tradicionalmente a vaga é dada a um partido aliado. No entanto, vale salientar que toda regra tem exceção e Tude pode ser um nome de consenso dentro do grupo e continuar como vice. Ele pode também ir para outro partido para organizar uma nova legenda que coligará mais tarde com Elinaldo.
*********************
Se não for Tude despontam se então na classe política o secretário de saúde Elias Natan, o secretário de turismo Gilvan Souza, o vereador Bispo Jair e a vereadora Cristiane Bacelar (ambos do PRB partido ligado a Igreja Universal).

Também podem ser indicados para pré-vice de Elinaldo o vereador Zé do Pão (PTB), Pastor Neilton, Dilson Magalhães Junior, Sessé de Abreu, Val estilos, Oziel e Adalto Santos.
******** 
Vale salientar que o nome do vice pode vir de fora da classe política, da classe empresarial, por exemplo, mas até o momento ninguém despontou. Ou estrategicamente aguarda o momento certo.
*******
O cargo de vice-prefeito na pré chapa de Pedrinho de Pedrão está aberto para coligações. Isidoro foi categórico na ultima entrevista. “Pedrinho é o cabeça de chapa, abrimos no máximo a vaga de vice-prefeito na Chapa do Avante”. No entanto se não tiver coligação o vice será um nome do Avante mesmo.

O vice na pré-chapa de Fabio Lima também está em aberto.

O PT pra pensar em vice precisa definir primeiro quem vai ser o pré-candidato a prefeito. 
********
Conclusão:
Se nada mudar Elinaldo estará na frente, seguido por Pedrinho de Pedrão e Fabio Lima.

Indefinido em Camaçari o PT segue o mesmo exemplo do PT nacional, que demorou muito pra escolher um nome de consenso para substituir Lula e perdeu.
*******
Efeito Caetano:

Em 2012 de dentro da prefeitura Caetano conseguiu eleger Ademar Delgado, mas com muita dificuldade, quase perde pra Mauricio Bacelar. Em 2016 Caetano perdeu sendo ele mesmo o candidato.

Pelo que se viu também em 2018 Caetano tem muita dificuldade em transferir votos, ele mesmo foi bem votado, mas não ajudou, Bira Coroa, Raimundinho, e nem Jacson Josué. Todos ficaram sem mandatos. Luiza nem quis se candidatar.
****
Efeito Rui Costa em Camaçari:

Algumas pessoas defendem que Rui Costa virá forte na tentativa de ajudar fazer a prefeitura de Camaçari depois de sua vitória para governador em 2018 com maioria dos votos. Ocorre que, passando os dias e esfriando o sangue, percebe-se que ele teve foi muitos votos de reflexo em Camaçari, por suas obras em Salvador, e também pela fraqueza de Zé Ronaldo.
Pois na cidade a lista de reclamações é grande, passando pela delegacia de polícia civil, Detran, HGC e Embasa. Tudo que é do governo estadual em Camaçari não funciona direito e é duramente criticado pelo povo. Portanto Rui Costa não teria muita força para emprestar em Camaçari. É mais fácil ele tomar a prefeitura de Salvador de ACM Neto onde trabalhou como um segundo prefeito, do que tomar Camaçari de Elinaldo.

********

Para finalizar uma constatação:
A cidade não tem nenhum deputado, nem estadual, nem federal, não tem nenhum secretário estadual, muito menos ministro no Governo Federal, portando hoje Elinaldo é o maior político com mandato em Camaçari. Ele está no topo da pirâmide eleitoral.
Se ele continuar intensificando sua política social, casada com obras estruturantes como a duplicação do Viaduto do Trabalhador, ele tem grande chances de renovar seu mandato. Mesmo que com dificuldade.
****
Agora é claro, falta ele combinar tudo isso com os eleitores, que estão extremamente críticos em algumas questões. Mas isso é assunto para um novo texto.

(Texto de Julio Ribeiro jornalista editor do Camaçari Notícias)

Contato: [email protected]

WhatsApp 71 9 8793 5295

Compartilhe!