Bem vindo, Camaçari, 16 de Agosto de 2018

Rotina de beleza coreana pode ser perigosa? Veja como evitar malefícios

Escrito por: Pesquisa Web - Dicas da Gisa - 27 de Julho de 2018

A rotina coreana de beleza é uma das queridinhas do momento quando o assunto é cuidado com a pele facial.

O ritual de skincare desenvolvido pelas mulheres da Coreia do Sul desembarcou no Brasil e ganhou adeptos em peso, atraídos pelos bons resultados desta técnica.

Apesar de seu grande atrativo e benefícios, a rotina coreana pede atenção aos seus malefícios. Exatamente: o método pode trazer perigos à pele se não for realizado com os devidos cuidados.

O que é a rotina coreana de beleza

A rotina de beleza coreana consiste em um ritual de cuidados com a pele facial realizado a partir dez passos. Eles incluem limpeza e tonificação de pele, esfoliação, uso de máscara facial, hidratação e mais.

Algumas etapas são realizadas diariamente, enquanto outras são feitas de duas a três vezes por semana - dependendo da orientação do dermatologista e do tipo de pele de cada pessoa.

O propósito deste método de skincare é deixar o rosto bonito, saudável, limpo e hidratado. Para isso, a rotina envolve tratamento com ativos e máscaras de cuidados.

Risco para a pele: efeito rebote

Apesar de todos os benefícios que a rotina de skincare coreana oferece, a técnica deve ser realizada com bastante cautela para que seus objetivos sejam alcançados.

De acordo a dermatologista Ana Carolina Suman, o maior prejuízo à pele acontece quando o paciente não procura orientações de especialistas para realizar a rotina. "Os malefícios acontecem quando há automedicação”, alerta sobre o uso de ativos e cremes de tratamento por conta própria, sem indicação. A automedicação não é aconselhável porque pode desencadear efeitos exatamente contrários aos desejados.

“Não há um resultado bacana se uma pessoa de pele oleosa, por exemplo, usar produtos que tenham componentes que piorem a oleosidade. Um paciente de pele sensível pode aumentar a sensibilidade se usar um ingrediente com substância abrasiva no rosto, e assim por diante", explica a dermatologista.

Automedicação da blogueira Jana Rosa

Foi justamente o uso sem orientação de dermocosméticos que provocou danos no rosto da blogueira Jana Rosa.

Logo na semana de estreia da conta “bonitadepele”, perfil no Instagram criado por Jana com conteúdo sobre skincare, a blogueira logo alertou seus seguidores sobre os riscos que a prática incorreta da rotina coreana pode trazer à pele.

Na publicação, Jana relatou ser adepta da rotina coreana há pelo menos dois anos. No começo, a blogueira comprou produtos por conta própria. Isso porque ela iniciou o procedimento enquanto estava na Coreia do Sul e apoveitou a viagem para adquirir os dermocosméticos. Entretanto, por estar em um país de língua diferente do português e sem um médico disponível, não pode consultar corretamente se os itens serviam o seu tipo de pele.

A automedicação de Jana, a curto prazo, deu bons resultados como contou no Instagram. Entretanto, a blogueira compartilhou que, a longo prazo, sua pele começou a ficar oleosa e com espinhas e a rotina precisou de adaptações para que os benefícios sobressaíssem os malefícios.

"(...) As pessoas começaram a falar: 'Nossa, o que você faz nessa pele?', e aí fui pesquisar mais sobre #kbeauty e descobri os 10 passos, que são a rotina coreana de cuidar da pele todos os dias e a 'ordem' de usar aqueles produtos. Hoje não posso dizer que faço os 10 passos sempre, porque depois que tentei percebi que não é uma realidade pra minha pele, usando tudo ao mesmo tempo ela acabou ficando oleosa, assim como usar apenas produtos coreanos me deu um pouco de espinha", diz a blogueira.

"Cheguei numa rotina que funciona pra mim, misturando produtos coreanos com produtos que minha dermatologista indicou e produtos de marcas que vendem no Brasil, e assim achei que a pele ficou feliz."

Como evitar o efeito negativo da rotina coreana

Para atingir os benefícios da rotina e evitar seus malefícios, o ideal é sempre buscar a orientação de um dermatologista. O especialista vai analisar que tipo de produtos cabe a cada tipo de pele e as adaptações necessárias na rotina para cada pessoa, como fez Jana.

"Vale a pena se espelhar nas coreanas, sim, porque elas têm a pele muito bonita. Mas a gente tem que lembrar que o que é bom para um tipo de pele não é bom para outro. A orientação tem sempre que ser passada por um médico especialista. Se um paciente for por conta própria na farmácia e escolher um, dois, três, quatro, cinco produtos e usá-los por conta própria, pode ter um efeito de piora da qualidade da pele. Então, o cuidado com a pele é essencial, mas ele deve ser sempre guiado pelo dermatologista", lembra Ana Carolina. Fonte: VIX*

Outras Notícias:

Dicas da Gisa
Escrito por: Pesquisa Web
15 de Agosto de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Sites da Web
14 de Agosto de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Pesquisa Web
14 de Agosto de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Camaçari Notícias
10 de Agosto de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Pesquisa Web
10 de Agosto de 2018
 Veja Mais
 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Como está o estado de conservação das ruas e estradas de Camaçari na sua opinião?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
[email protected]

Navegação Rápida